Como levar um relatório para o próximo nível

Com a versão de abril do Power BI foi disponibilizada a visualização do Power Automate. que permite ativar fluxos diretamente dos nossos relatórios utilizando dados presentes nos mesmos.

Esta visualização está ainda em preview, no entanto, se tivermos em conta as funcionalidades do Power Automate as potencialidades que se abrem são inúmeras.

Vou demonstrar como pode ser simples atualizar uma tabela com os valores mensais de taxa de câmbio sem termos de abrir, alterar e gravar um ficheiro de Excel.

Vamos então considerar o seguinte modelo com base numa folha de Excel guardada no Onedrive:

  • Tabela custos
  • Tabela de Câmbios
  • Tabela de Datas
  • Relacionamentos entre tabelas
  • Medida para cálculo dos custos com aplicação da taxa de câmbio:
Exchange Value =
VAR temp_table =
    ADDCOLUMNS (
        SUMMARIZE ( Costs, 'Calendar'[Year_Month], "@costs", SUM ( Costs[Cost] ) ),
        "@rate", CALCULATE ( SELECTEDVALUE ( Exchange_Rate[Exchange Rate] ) )
    )
RETURN
    SUMX ( temp_table, DIVIDE ( [@Costs], [@rate], 0 ) )

Podemos sumarizar a informação segundo a matriz abaixo:

Como podemos verificar no mês de abril não temos o valo da taxa de câmbio definido. Num processo normal o que teríamos que fazer era atualizar o ficheiro de Excel e depois refrescar os dados no PBI.

Com a nova visualização do Power Automate podemos então criar uma forma de atualizar esta taxa sem sairmos do nosso relatório.

Assim seguindo os passos abaixo podemos proceder a atualização do nosso relatório:

  • Criação das medidas para introdução da data:
    • Devido a questões de formatação do Automate (e desconhecimento sobre como ultrapassar a mesma) a criação da data foi realizada através dos dados de ano, mês e dia de forma individualizada:
Year_Selected_Date = YEAR(MAX('Calendar'[Date]))
Month_Selected_Date = MONTH(MAX('Calendar'[Date]))
Day_Selected_Date = DATE(MAX('Calendar'[Date]))
  • Criação de um parâmetro com valores entre 100 e 500 com um crescimento de 0,01
  • Criação de uma medida para o valor da taxa de câmbio:
Exchange Rate Value = MAX('Exchange Rate'[Exchange Rate])
  • Inserir a visualização do Power Automate e das medidas anteriores na visualização:
  • A criação do fluxo não será apresentada na totalidade mas abaixo apresento o formato final do mesmo:

Analisando a imagem acima podemos ver que os dados que são adicionados ao ficheiro de Excel são baseados em dados do Power BI.

De modo a preencher os campos criei uma página no meu relatório onde coloquei dois slicer (data e taxa de câmbio) e o botão do fluxo.

A forma de introdução de dados pode ser realizada de diferentes formas, e com as ferramentas de Dataflow e calendarização de atualizações de dados não será necessário recorrer ao Power BI Desktop.

Esta foi uma prova de conceito, mas com a utilização das funcionalidades do Power Automate em conjunto com o Power BI podemos criar relatórios realmente dinâmicos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: